Degeneração macular relacionada a idade

O aumento da expectativa de vida, devido ao melhor controle das doenças e à medicina preventiva, traz consigo um aumento das doenças relacionadas à idade. No olho, a degeneração macular senil é uma delas. Esta doença degenerativa acomete a região central da visão denominada mácula, onde é encontrada a maior concentração de células nervosas especializadas na visão de cores e visão precisa, o nosso ponto de foco.

Neste processo ocorre uma redução não só destas células nervosas como também de seu suporte, das estruturas adjacentes e do aporte circulatório. A união desses fatores redunda em morte celular e no aparecimento de um tecido de reparação sem capacidade visual. Em alguns pacientes, principalmente os que apresentam diabetes e hipertensão arterial, podem surgir hemorragias locais que aceleram a deterioração da qualidade e capacidade visual.

Uma das principais causas de piora da visão na degeneração macular é o surgimento de vasos anômalos que extravasam liquido para a retina alterando sua função e anatomia, o principal tratamento é com uma série de injeções intra-oculares de substâncias anti-angiogênicos para a regressão desses vasos. Muitas vezes são necessárias injeções mensais por um período prolongado e o acompanhamento é feito com a tomografia de coerência óptica.

A degeneração senil de mácula é uma das doenças mais estudadas em todo mundo, e hoje existem novos tratamentos preventivos e curativos. Novos auxílios visuais, como aparelhos de uso doméstico para amplificar as imagens estão sendo comercializados a preços acessíveis, oferecendo melhor qualidade de vida a esses pacientes.

 degeneracaosenil2       degeneracaosenil3

 

 

Left Menu Icon